Último dia de lançamentos traz livros sobre língua indígena e história da música fronteiriça

Postado por: Caio Paula

O penúltimo dia da 71º Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Progresso para a Ciência (SBPC) foi marcado por mais dois lançamentos da Editora UFMS. O primeiro livro é do prof. de música Evandro Higa. A obra Para fazer chorar as pedras, é resultado da tese de doutorado do autor e se debruça sobre uma investigação etnomusicológica, aclarando no subtítulo que aborda guarânias e rasqueados em um Brasil fronteiriço, referindo-se a esses gêneros musicais no Mato Grosso do Sul, nas décadas de 1940 e 1950. 

O autor Evandro Higa ressalta a importância da música regional para a identidade do estado

De acordo com o autor, ambos os gêneros musicais, guarânia e rasqueado, se encaixam no guarda-chuva cultural do Paraguai, e a partir disso a obra busca entender como a guarânia entra no Brasil e se torna um gênero musical de grande visibilidade.“Na esteira da entrada da guarânia no brasil a partir da gravação de Índia, da dupla de Cascatinha & Inhana, houve um boom de música paraguaia na brasil e surge o rasqueado com dois músicos paulistas se colocando como inventores do gênero musical”, ressalta o autor.

O interesse do autor em estudar a música paraguai em interface com a fronteira e com a cultura brasileira surge, segundo ele, de suas memórias de infância e da importância da música regional para a identidade de um povo. De acordo com Higa, “não existe povo sem história, não existe cultura que não seja reflexiva. É fundamental que a academia tenha esse olhar para as músicas tradicionais”. 

Os organizadores em lançamento de livro

Houve também o lançamento do livro Atividades em língua Escrita Terena organizado por Celinho Belizario, Maria de Lourdes Sobrinho, Luzinete Julio, Sebastião Rodrigues e Aronaldo Júlio. O lançamento também teve a participação do Prof. Dr. Antônio Hilário para um bate-papo sobre a questão da língua indígena e a sua importância.

A obra reúne exercícios propostos para a alfabetização de crianças indígenas na língua terena e é o terceiro da série Saberes Indígenas na Escola, uma ação que busca promover a formação continuada de professores da educação escolar indígena, especialmente daqueles que atuam nos anos iniciais da educação básica nas escolas indígenas. Além disso, o livro oferece recursos didáticos e pedagógicos que buscam atender às especificidades da organização comunitária, do multilinguismo e da interculturalidade que fundamentam os projetos educativos nas comunidades indígenas.

Compartilhe:
Veja também