Lançamento de Toponímia – Vol. 1 marca o primeiro e-book da Editora UFMS

Postado por: Caio Paula

Em seu quarto dia de atividades, o estande da Editora UFMS realizou o lançamento do livro Toponímia ATEMS  – Caminhos Metodológicos –  volume 1, de organização da Prof. Dr. Aparecida Negri Isquerdo, professora no curso de letras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. A obra, de acordo com a autora, levou oito anos de preparação entre desenvolvimento e pesquisa, e reúne dissertações de mestrado que tiveram como tema central o estudo da toponímia rural de Mato Grosso do Sul.

Prof. Dr. Aparecida Negri Isquerdo

Toponímia, como explica a autora, “é uma área da onomástica, um ramo da linguística que estuda nomes próprios. A toponímia se ocupa de estudar o  nome de lugares, e esse projeto estuda o nome dos lugares dos acidentes físicos, geográficos e humanos de todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Temos quase 20 mil nomes de lugares no banco de dados”.

De acordo com a professora, uma das maiores dificuldades encontradas na realização do livro se deu no alto número de nomes de lugares em determinadas regiões. A autora explica que não é possível trabalhar escolhendo lugares específicos. Para ela, deve se optar por regiões em detrimentos de lugares. “O primeiro momento é definir a área e ir ao mapa e enxergar neles inúmeras possibilidades. Muitas vezes o mapa deixa a desejar também. O IBGE não possui bons mapas. Após isso deve-se analisar as vezes quatro a sete mil palavras.” 

Isquerdo ainda ressalta que em determinadas áreas o uso de palavras derivadas de outros idiomas ou dialetos é frequente, o que torna necessário o entendimento de outros campos do conhecimento e da linguística. 

Houve igualmente o lançamento do 8º Volume da série As Ciências do Léxico: Lexicologia, Lexicografia, Terminologia, organizado também pela Prof. Dr. Aparecida Negri Isquerdo. O primeiro volume teve seu lançamento em 1998, e tem como objetivo reunir estudos acerca  da palavra, ou seja, do léxico. “A lexicografia estuda tanto a palavra no dicionário, como neologismos, o arcaísmo e também o regionalismo”.

 O penúltimo dia da SBPC, 26,  acontece o lançamento do livro Para fazer chorar as pedras, de autoria de Evandro Higa, investigação etnomusicológica, aclarando no subtítulo que aborda guarânias e rasqueados em um Brasil fronteiriço, referindo-se a esses gêneros musicais no Mato Grosso do Sul, nas décadas de 1940 e 1950.

Compartilhe:
Veja também